quarta-feira, 20 de julho de 2016

Amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito

Os brasileiros valorizamos tanto a amizade que o Dia do Amigo é comemorado por aqui duas vezes no ano. A primeira comemoração, mais popular e bem conhecida, acontece no dia 18 de abril. Mas, hoje, 20 de julho, também se comemora em função do já consagrado Dia Internacional do Amigo, criado pelo argentino Enrique Ernesto Frebbaro, por considerar a chegada do homem à lua um símbolo de união entre todos os seres humanos.
O cartunista Péricles Maranhão, da Revista O Cruzeiro, criou o personagem Amigo da Onça e por consequência a expressão que se tornou popular, justamente por trazer no seu bojo uma crítica àquele sujeito que pensa mais em si do que nos amigos. O personagem foi baseado em um garçom que sempre se aproximava de Péricles para saber o que o freguês estava fazendo. O cartunista explicou que ganhava a vida assim, fazendo aqueles desenhos de humor para a revista Cruzeiro. E o garçom não titubeou: “Puxa, eu queria ter um vidão desse”.

Na verdade, Péricles tirou a expressão de uma piada antiga e bastante popular, que não nos fará mal algum recordá-la nesta página:

- O que você faria se estivesse na selva e aparecesse uma onça na sua frente?
- Dava um tiro nela
- E se você não tivesse uma arma de fogo?
- Furava ela com minha peixeira
- E se você não tivesse uma peixeira?
- Pegava qualquer coisa, como um grosso pedaço de pau, para me defender
- E se não encontrasse um pedaço de pau?
- Subia numa árvore
- E se não tivesse nenhuma árvore por perto?
- Saía correndo
- E se suas pernas ficassem paralisadas de medo?
Nisso, o outro perdeu a paciência e explodiu:
- Peraí! Você é meu amigo ou amigo da onça?"

Amizade é um bem que não faz mal a ninguém e é bem mais feliz quem a tem. Digo isso porque jogo naquele time das pessoas que valorizam os amigos. Sem eles, a vida perde muito da sua razão de ser. As grandes tragédias da humanidade, além de outras razões, revelavam sempre por trás o dedo forte e temerário da inimizade. Os nazistas, por exemplo, tinham por princípio considerar o povo judeu seus inimigos. Deu no que deu.
O bom mesmo é ter sempre, ao nosso redor, verdadeiros amigos, e deixar os amigos da onça, os falsos amigos, apenas para o universo das piadas e das charges humorísticas.
Melhor repetir, com Milton Nascimento, que “amigo é coisa pra se guardar do lado esquerdo do peito”....

2 comentários:

  1. Zé Carlos, Um forte abraço amigo! Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela participação. Um abração pra você também.

      Excluir