domingo, 22 de maio de 2011

Neve da Montanha e a canção de Baden Powel

O arbusto neve-da-montanha, também conhecido com cabeleira-de-velho ou cabeça-branca, cientificamente denominado Euphorbia Leucocephala, mostrou toda sua força e beleza neste domingo frio e com cara de inverno. Ele floresce no outono-inverno, quando perde as folhas. Então, as pequenas flores brancas, em formato de estrela (foto menor), circundadas por brácteas vistosas, de coloração branco-creme, passam a formar a copa do arbusto e propicia esse espetáculo maravilhoso que estamos presenciando aqui em casa.
Resolvi compartilhar esse momento com os amigos, principalmente com aqueles que curtem as belezas naturais e sabem o quanto precisamos preservá-las. Esse cabeça-branca foi plantado por minha sogra Odessa (aquela que pulou a cerca, se não lembram clique aqui), nos tempos em que ela nos deu a graça de sua presença em nossa casa. Depois, deixou-nos para plantar suas mudinhas em outras terras, tão distantes, mas que, em alguns momentos, nos parecem tão próximas.
O arbusto é belo e agradável, mas, como tudo na natureza, esconde seus mistérios. Tem uma seiva tóxica e não deve ser plantado em locais por onde circulem crianças e animais domésticos. Quando se vai podá-la, recomenda-se o uso de luvas para prevenir irritações da pele.
Minha sogra também deixou sua colaboração inestimável ao plantar um pé de dama-da-noite, que exala aquele cheiro adocicado, mas isso é outra história...
Para fechar o domingo, e aguardar a segunda-feira bruta de forma bem amena, é bom ouvir a voz doce e graciosa de Sílvia Maria, cantando Canção das Flores, acompanhada pelo violão inesquecível de Baden Powell, autor da música em parceria com Paulo César Pinheiro.



Um comentário:

  1. Maravilhosa estou formando uma chácara e este arbusto com certeza fara presença em meu jardim! Abraço ao escritor.

    ResponderExcluir