quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Hino Nacional resiste até à rebeldia da guitarra

O Hino Nacional Brasileiro, uma melodia maravilhosa de Francisco Manuel da Silva, que depois recebeu o belíssimo poema de Joaquim Osório Duque Estrada, como letra oficial, por meio de concurso, fica mais bonito ainda quando vem revestido da rebeldia própria da juventude, executado em solo de guitarra – um instrumento contestador por excelência.
Nosso hino é muito bonito. A letra é fantástica. Isso não é nenhuma patriotada, mesmo sendo hoje Dia da Independência. Quem ainda tinha alguma dúvida, quanto à beleza de nosso hino, pode tirá-la ouvindo e vendo a interpretação desse jovem Jimmy Oliveira, que, segundo consta no universo virtual, é paranaense de Maringá. Tão logo vi esse vídeo no Facebook do jornalista Netto Costa, não tive dúvidas: vai lá pro ZecaBlog.
A música quando é boa aceita e resiste a qualquer desafio. O Hino Nacional tem resistido ao tempo, aos mais variados arranjos e a diversos tipos de interpretação. Já ouvi bela leitura dessa melodia na sanfona e em vários outros instrumentos.
Bom feriado para todos.

Um comentário:

  1. camposmalu@yahoo.com.br9 de setembro de 2011 17:43

    José Carlos,

    Gostei muitíssimo da interpretação do Hino Nacional pelo jovem Jimy Oliveira. Não se trata de patriotada, mesmo porque, além da música ser bonita e ao som de uma guitarra dá um toque de atualidade e parece que, também, é apreciada pelos jovens.
    Obrigada,

    Maria Lúcia

    ResponderExcluir